quarta-feira, 2 de julho de 2008

Só tinha de ser com você, de Tom Jobim

É, só eu sei
Quanto amor eu guardei
Sem saber que era só prá você

É, só tinha de ser com você
Havia de ser prá você
Senão era mais uma dor
Senão não seria o amor
Aquele que a gente não vê
O amor que chegou para dar
O que ninguém deu pra você

É, você que é feita de azul
Me deixa morar nesse azul
Me deixa encontrar minha paz
Você que é bonita demais
Se ao menos pudesse saber

Que eu sempre fui só de você
Você sempre foi só de mim

Que eu sempre fui só de você
Você sempre foi só de mim

Obrigada por tudo meu amore, passo momentos maravilhosos ao seu lado! Agora sei o que é a felicidade! E quem diria que ela chegaria até mim pela net, hehe!

Um comentário:

edson marques disse...

Ana Gabi,





Mude,
mas comece devagar,
porque a direção é mais importante que a velocidade.
(...)
Agradeço pela publicação do meu poema MUDE aqui no blog, em 11/09/2007.

Pena que você "esqueceu" de citar o autor.... rs!

Detalhes em http://mude.blogspot.com

O livro "Mude" acaba de ser lançado pela Pandabooks, com prefácio de Antonio Abujamra - e está à venda nas grandes livrarias.

Se puder, veja também o vídeo Mude.

Quando possível, favor corrigir a autoria.

Abraços, flores, estrelas...