domingo, 25 de setembro de 2011

Adoro pau mole

"Adoro pau mole.
Assim mesmo.
Não bebo mate
não gosto de água de coco
não ando de bicicleta
não vi ET
e A-D-O-R-O pau mole.
Adoro pau mole
pelo que ele expõe de vulnerável e pelo que encerra de possibilidade.
Adoro pau mole
porque tocar um pressupõe a existência de uma intimidade e uma liberdade
que eu prezo e quero, sempre.
Porque ele é ícone do pós-sexo
(que é intrínseca e automaticamente
- ainda que talvez um pouco antecipadamente)
sempre um pré-sexo também.
Um pau mole é uma promessa de felicidade sussurrada baixinho ao pé do ouvido.
É dentro dele,
em toda a sua moleza sacudinte de massa de modelar,
que mora o pau duro e firme com que meu homem me come."

[Maria Rezende]




Taí um texto que não é meu, mas poderia ser... A "moleza" também é "fortaleza" por toda a simbologia que o pau representa.
Para quem curtiu, o blog da moça é este aqui: http://mariadapoesia.blogspot.com/

4 comentários:

Juliana Marino disse...

Adorei, amiga!
Uma vergonha neh, mas só agora vim futicar no seu blog...Tá ótimo!

Ludmilla disse...

Muito verdade isso!

Thiago disse...

isso me deixou de pau duro.

Michael Maciel disse...

(y)