terça-feira, 21 de outubro de 2008

Meu niver \o/


"A gente não faz aniversários. Os aniversários é que vão fazendo a gente. E depois, lentamente, desfazendo."
(Luis Fernando Verissimo)



Ao completar mais um ano de vida, sentimos a necessidade de comemorar junto às pessoas que nos são importantes, partilhar com elas a nossa felicidade e as realizações conquistadas durante o ano que passou.. Ainda mais se o aniversariante for uma pessoa como eu, que adora festas e comemorações, hehe!
Bem, no dia de nosso aniversário, independente de haver ou não uma festa com bolo, bebidas , música e uma galera dançando até o chão é um dia em que festejamos em nosso coração as conquistas adquiridas ao longo dos anos. E não somente as conquistas meramente materiais.
Hoje tive muito a comemorar, muito a agradecer a Deus e tive a companhia dos que me amam e estimam... E isso é muito importante para mim.

E sinceramente, tenho muitas coisas para me alegrar, hehe!
- Tive uma festa surpresa organizada pelas minhas alunas (OLHA A FOTINHA, HEHE!), o que me leva a crer que por estar no colegio há alguns meses apenas (visto que entrei lá em junho) estou sendo querida e tenho feito o meu trabalho de uma forma que me propicia ver o reconhecimento estampado no rosto de cada uma das normalistas da sala 2001.
- Algumas pessoas que fazem parte de minha vida desde sempre se fizeram presentes: familiares (aqui em casa somos todos juntos e misturados, né?!)e amigos que ficaram após passar a minha fase de oba-oba. Sim, já percebi que tenho muitas pessoas que curto, mas que amigos de verdade contamos nos dedos das mãos e ainda periga sobrar dedo, hein?! Mesmo assim, quero perceber a importância dos dois tipos de galera pois todos são importantes, independente do grau de envolvimento e confiança, porque muitas vezes quem define isso é o momento e as circunstâncias da vida...
- E ainda tem o meu namorado, hehe! Mesmo sabendo, tendo entendido e aceitado que provavelmente ele não viria, ver a carinha dele no portão da minha casa foi uma emoção a mais.
Ansiosa como sou, às vezes me questiono se a gente tem realmente possibilidade de dar certo. Mas já faz quase 1 ano que estamos juntos e apesar de perceber a necessidade de alguns ajustes, tanto na minha personalidade quanto na dele para nos enterdermos melhor, sinto através de pequenas atitudes que ele é na medida exata para me fazer feliz!
Quem mais sairia direto do trabalho e viajaria para outro estado para ficar menos de 3 horas ao meu lado? Mesmo sabendo que teria que dividir a minha atenção com amigos e parentes? Que chegaria aqui as 20 horas e retornaria as 22:30 tendo que trabalhar as 7 horas da manhã do dia seguinte? Foi o melhor presente que eu ganhei, simplesmente porque não vale dinheiro. Vale sentimento, reconhecimento, carinho, atenção, respeito... Estou imensamente feliz! Me senti valorizada, amada e imensamente querida!
Para finalizar, já tracei minhas metas a serem alcançadas até o próximo ano e espero estar aqui em 2009 refletindo sobre isso novamente... E de acordo com a frase de Verissimo, pouco a pouco vou me desfazendo a cada anivesário, então é preciso viver carpe diem e eu não acho que tenho isso tatuado no pé a toa, né?!

3 comentários:

Ercio Bamberg disse...

É atoa sim. :p

Kaka disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kaka disse...

Comeu o bolo sozinha? rsrs