segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Medos

Você tem medo de se apaixonar por si mesma logo agora que tinha desistido de sua vida. 


Medo de se roubar para dar a ele, de ser roubada e pedir de volta. Medo de que ele seja um canalha, medo de que seja um poeta, medo de que seja amoroso, medo de que seja um pilantra, incerta do que realmente quer, talvez todos em um único homem, todos um pouco por dia. Medo do imprevisível que foi planejado. Medo de que ele morda os lábios e prove o seu sangue. Você tem medo de oferecer o lado mais fraco do corpo. Medo de que ele seja o homem certo na hora errada, a hora certa para o homem errado. Medo de se ultrapassar e se esperar por anos, até que você antes disso e você depois disso possam se coincidir novamente. Medo de largar o tédio, afinal você e o tédio enfim se entendiam. Medo de que ele seja melhor do que suas respostas, pior do que as suas dúvidas. Medo de que ele não seja vulgar para escorraçar mas deliciosamente rude para chamar, que ele se vire para não dormir, que ele se acorde ao escutar sua voz. Medo de ser sugada como se fosse pólen, soprada como se fosse brasa, recolhida como se fosse paz. Medo de ser destruída, aniquilada, devastada e não reclamar da beleza das ruínas. Medo de ser antecipada e ficar sem ter o que dizer. Medo de não ser interessante o suficiente para prender sua atenção. Medo da independência dele, de sua algazarra, de sua facilidade em fazer amigas. Medo de que ele não precise de você. Medo de ser uma brincadeira dele quando fala sério ou que banque o sério quando faz uma brincadeira..." 

Fabricio Carpinejar




Mas apesar disso tudo, bora viver a vida???

Um comentário:

Viví disse...

Oi, gostaria de te convidar a conheçer a moda super colorida e fofa que fazemos na Viví.
Tudo pensado e executado com muito carinho. São vestidinhos e sapatilhas de uma delicadeza que você não pode deixar de ver.
Aguardo sua visita por aqui:

http://vivimodaexclusiva.blogspot.com/

http://www.elo7.com.br/vivimodaexclusiva/

Beijos,

Viví