quarta-feira, 30 de março de 2011

Morre José Alencar

“Não tenho medo da morte, porque não sei o que é a morte. A gente não sabe se a morte é melhor ou pior. Eu não quero viver nenhum dia que não possa ser objeto de orgulho. Peço a Deus que não me dê nenhum tempo de vida a mais, a não ser que eu possa me orgulhar dele.
Se Deus quiser que eu morra, ele não precisa de câncer para isso. Se ele não quiser que eu vá agora, não há câncer que me leve”



José Alencar, (1931 - 2011)



3 comentários:

LuH disse...

Acho que assim como eu, muitas pessoas vêem a morte de José de Alencar como a perda de um ente querido...

Bem humorado e sábio até o último instante.

Realmente, todos os seus momentos ele teve muito o que se orgulhar


Senti muito! Não por ser um homem público, ou coisa assim. Mas, por ser uma figura extraprdinária, demasiadamente humano.


Abç

Um brasileiro disse...

Oi moça. tudo blz? estive por aqui. muito legal. e ele esta certo. apareça por la. abraços.

Michelle Trindade disse...

Nossa, sempre gostei muito dele, ele realmente tinha uma visão ótima da vida.