quinta-feira, 31 de março de 2011

Saudade eu tenho do que não nos coube

"Lamento apenas o desconhecimento daquilo que não deu tempo de repartir, você não saboreou meu suor, eu não lhe provei as lágrimas. É no líquido que somos desvendados. No gosto das coisas o amor se reconhece. O meu pior e o seu melhor, ficaram sem ser apresentados." 
 Martha Medeiros  


Arrependimento só sentimos do que não arriscamos viver e acaba ficando para sempre na expectativa, né?! Como disse meu amigo Charles, "arrependimento" pode até ser a palavra de ordem, mas do que foi feito e não do que ficou por fazer... 
Taí, fui até quando pude e tem me batido apenas uma leve tristeza justamente por não ter mais como continuar a fazer, por medo do risco e por urgência da vida. Cheguei ao fim da linha. Game over. Mas não me arrependo de nadica!

2 comentários:

LuH disse...

Aiiii, essa doeu!!

e a vida lá te cotucando; ela pulsa pede mais


Adorei o post!

Bjoo

Ludmilla disse...

Melhor é assim... Não se arrepender de não tentar.