domingo, 4 de janeiro de 2009


Olá a todos!


Dei uma sumida porque estava viajando, curtindo as férias, hehe!
Amanhã to passando agradecendo os comentários e visitando os blogs de vocês pra saber das novidades!
Fiquei uns dias na Região dos Lagos, No Rj mesmo e foi ótimo para descansar da vida corrida.
Foi tudo maravilhoso, mas tive um problema hoje que me fez refltir sobre muitas coisas em nossa sociedade e tenho que desabafar:

Um amigo diabético passou mal e por pouco não o perdemos.
Acordamos todos cedo, antes das 6 da manhã para arrumar mala e voltar pra casa, já que alguns trabalhavam dia 5 pela manhã.
Eis que ouvimos barulhos e grunhidos que não conseguimos identificar direito... Era ele que estava tendo convulsão e se debatendo todo... Acho que se a gente fosse acordar tarde como fazíamos nos outros dias ele teria morrido.
Fiquei super nervosa e fiz de tudo para ajudar enquanto não encontrávamos um vizinho para ajudar a carrega-lo pelas escadas, pois ele estava na parte superior da casa.

Caraca, fiquei apavorada com a falta de humanidade das pessoas, sabe? Era pouco mais de 5 da manhã, um silêncio total, certamente todos ouviram nossos gritos e ninguém ajudou, com excessão de um cara da casa ao lado, que é tido como "muito doido" pelo povo da rua porque fuma maconha e é homossexual, veja só!

Na hora do sufoco, foi ele quem apareceu pra nos ajudar a carrega-lo, pois só o meu namorado não deu conta de descer com ele, que estava se debatendo muito com a convulsão.
Olha, já tinha presenciado outras crises quando a glicose dele abaixa, mas ele sempre avisa que está estrannho, pede algo doce pra comer, como chocolates ou água com açucar e depois de uns minutos está tudo ok. Não sei se foi porque dessa vez não tinha ninguém perto, mas teve convulsões bravas, tivemos que leva-lo ao posto de saude e ele so voltou a si depois de medicado...
Tomou um baita susto pois não sabia nem como tinha parado lá no hospital!

Depois que passou o sufoco todo eu fiquei pensando como as pessoas são individualistas, egoístas e só se preocupam com seus problemas, né?! E essa semana ainda li sobre um afogamento que a atriz Fernanda Lima tentou evitar e achei a atitude louvável, mas depois de ter passado por isso hoje pensei que não fazemos mais que nossa obrigação ao tentar ajudar, né?! Mas é que a solidariedade e o amor ao próximo estão tão raros, que o simples fato de alguém fazer sua parte é merecedor de aplausos.

Bom, desculpem o desabafo, viu?!
Não gosto de expor minhas particularidades aqui, pois parto do ponto que a minha vida não é interessante para ninguém que não me conhece, mas não consegui não falar sobre isso...

Até mais!

5 comentários:

Cynthia disse...

É só nessas horas que a gente ve o quão humano é o ser humano!

E ainda bem que ele está melhor.

Beijos!

Balinha disse...

Pois é, as pessoas são geladas, em especial as que tentam mostrar-se direitinhas, na hora do vamos ver os anormais é que são gente, muitas vezes.

O importante é nós mesmos sermos bons e ajudar, assim extirpamos a raça que é oposta, só dá pra mudar o mundo sendo diferente, não mais uma gota dágua.

Quer dizer que você tava curtindo as férias hein? Bom pra você! :)

DEUSA PAGÃ disse...

nossa....ainda bem que ele está melhor!!!
tenho uma amiga hipoglicêmica...que às vezes um chocolate salva mesmo....
um abração pra ele e uma bjão e vcs!!!!! que tavam lá por perto...
ah!!!! vc ganhou selinho....vá lá no blog:
www.pineljuqueri.blogspot.com

bjão.

Barbara Bastos disse...

Ai que coisa!!
A falta de solidariedade é o mal do mundo.
Somos tão pequenos e nossa vida é tão curta para nos preocuparmos apenas com o nosso próprio umbigo.
Tem muita gente hipocrita que diz ser "caridosa","solidária", "humana", só pra ficar bem na fita. Irritante!
Saudades de seus textos Gabi!

Mil beijos
Barbara

Odranoel disse...

Esse foi um desabafo do mundo que veio por suas palavras...=)