terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Revoltante!

Poxa, acabei de ler a entrevista da Suzana Vieira na Revista Veja dessa semana.

Que homem mais nojento!

Além de ser drogado, ter espancado uma prostituta num motel uma vez e ter uma amante há 7 meses, ele ainda roubou joias e eletrodomésticos, desviou dinheiro da obra da casa (lucrou 110 000 reais só nisso!) e chegou a fazer um filme dela tomando banho para chantagea-la.

http://veja.abril.com.br/140109/entrevista.shtml

Não há coisa mais imperdoável em um relacionamento do que traição, seja com outra mulher, seja com mentiras e deslealdade. Quem sou eu para julgar alguém, mas se fosse em um relacionamento meu isso tudo não aconteceria não, pois no primeiro vacilo (quando ele foi flagrado no motel com a prostituta) eu já teria mandado rodar, viu?!

4 comentários:

ALGUÉM disse...

MENOS UM PRA SE PREOCUPAR...NÉ?


AH!!TEM POST NOVO!
FAZ VISITINHA...
BJÃO!

Cynthia disse...

Não suporto traição, na primeira já tinha me separado.
Não sei como ela aguentou... devia amar muito ele, ou quem sabe temer.

Beijo.

PequenAprendiz disse...

Olá AnaGabi!
Voltei!

É bem difícil entender como as pessoas se submetem a certas coisas por "amor".

Concordo contigo, se fosse um pequeno deslize esse primeiro, mas ser pego no motel com outra... Sem falar no resto.

Sem condições!

Ótima semana pra vc!

Beijo meu!

Biel, o Bardo disse...

Quando se trata de sentimentos, dinheiro, relacionamento, tudo é muito complicado e uma coisinha vira logo longa-metragem!
Vivi uma coisa parecida, no sentido de traiçao, medo, no período em que a minha mãe estava casada com meu pai.

Mas meu, MANDA PASTAR!