sexta-feira, 28 de novembro de 2008

"A vida é isso:
Carregar na mochila
as próprias feridas.

Mas sempre
com um punhado de rosas
na mão.

As ocasiões exigem,
o cheiro guia."
(Hélio Aroeira)


Gostei muito dessa frase, porque penso que na vida nós temos que cair, levantar, perder, ganhar, chorar, sorrir... Enfim, experimentar o bom e o mau, porque é assim que amadurecemos.
Então é melhor abandonar o medo, ir de cabeça nos acontecimentos e depois aguentar as consequências, sejam quais forem.
E, no final, exaltar as rosas, mas não esquecer das feridas, porque mesmo o sofrimento tem seu motivo para acontecer, ainda que nós só percebemos isso quando passa um tempo, né?!


2 comentários:

Mari disse...

O que seria da felicidade sem a tristeza?

Eu já cai de cabeça nas situações mas agora estou mais comedida, devemos avaliar o que vale a pena e se não é uma cilada na verdade. O difícil é avaliar racionalmente quando estamos cegos pelos sentimentos, e foi isso o que aconteceu comigo.

jheison disse...

o:"experimentar o bom e o mau, porque é assim que amadurecemos.
Então é melhor abandonar o medo, ir de cabeça nos acontecimentos e depois aguentar as consequências, sejam quais forem."

muitos tem medo da vida, de viver "perigosamente"... se for para obedeser tudo o que os outros falam(mesmo que seja o certo), seremos apenas marionetes sem vida propria...
abraço!